Enquanto escrevo isso, os termos “autoisolamento”, “distanciamento social” e “quarentena doméstica”, quase da noite para o dia, já se tornaram termos cotidianos no nosso vocabulário. As pessoas no mundo todo têm que se ajustar a novas formas de viver e trabalhar.

Como alguém que já trabalha em casa há muitos anos por causa dos ajustes que tive que fazer devido à convivência com a esclerose múltipla, esse “novo normal” é uma realidade que já está incorporada no meu dia a dia.

Sou tradutora e analista de uma empresa de inteligência de negócios. Traduzo conteúdo comercial de imprensa em língua espanhola para o inglês para ajudar as empresas a desenvolver estratégias. Já estava trabalhando na empresa há quatro anos quando fui diagnosticada com esclerose múltipla e isso já faz quase dezesseis anos.

Um dos motivos pelos quais fui capaz de continuar trabalhando em tempo integral é porque eu deixei de trabalhar no escritório e passei a trabalhar em casa. Isso foi devido aos meus sintomas, pois a fadiga estava dificultando cada vez mais o deslocamento e estava afetando seriamente minha produtividade. A transição foi gradual, começando com dois dias em casa e aumentou ao longo de vários anos, até trabalhar por cinco dias completos em casa.

Como trabalho (bem) em casa

O que me ajudou a trabalhar em casa de forma eficaz? Estas são as minhas melhores dicas para conciliar produtividade e saúde, se você tiver que levar o escritório para casa.

Ter uma rotina é vital

Tento tratar o trabalho feito em casa da mesma forma como no escritório em termos de disciplina. Em circunstâncias normais, muitos de nós não conseguem ir ao escritório em qualquer momento que gostaria ou em momentos diferentes todos os dias. Isso não deve ser diferente quando trabalhamos em casa. O horário de trabalho geral pode mudar, por exemplo, e ser flexível levando em conta o período de mais produtividade e a falta de deslocamento. No entanto, você deve tentar cumprir os mesmos horários todos os dias. Isso não só deve ajudá-lo a entrar na “zona de trabalho”, como também ajudará outras pessoas na sua casa a entender quando você não deve ser perturbado.

A tecnologia é sua amiga

Ao contrário de hoje, quando comecei a trabalhar em casa, não tínhamos a vasta gama de ferramentas digitais que nos permitem levar o escritório para casa. Atualmente, não hesito em usar os aplicativos de compartilhamento de informações como Zoom, Slack, Yammer, Office 365, Google Calendars, Skype (apenas para mencionar alguns) para trabalhar de forma coordenada com os membros da equipe, permanecer conectada e facilitar o acesso remoto aos servidores da empresa.

Se tiver dúvida sobre alguma coisa “tecnológica”, não tenha medo de pedir ajuda. Existem muitas informações e conselhos disponíveis, seja da assistência técnica de TI da empresa para a qual você trabalha ou da ajuda de mídia social (acho que o LinkedIn pode ser particularmente útil quando se trata de questões de tecnologia relacionadas a negócios).

Por fim, a chave para poder utilizar adequadamente essas ferramentas é ter uma conexão de banda larga rápida e estável e um bom sinal de Wi-Fi (se você não conseguir se conectar diretamente ao roteador).

Crie o ambiente de trabalho apropriado

A ergonomia é tão importante em casa quanto no escritório. Procure ter os equipamentos e dispositivos corretos que facilitam as práticas de trabalho recomendadas. Isso pode incluir uma boa cadeira de escritório, um descanso de teclado e um protetor de tela se você trabalhar, na maioria das vezes, com um computador. Se você usa muito o telefone, pode incluir um fone de ouvido e um dispositivo sem as mãos. Se você tiver esclerose múltipla, como eu, pode haver ferramentas específicas que você precisa devido aos sintomas. Por exemplo, se a sua destreza manual não for ótima, um software de decodificação de voz ajudará a reduzir a necessidade de digitar.

Se possível, tente trabalhar em uma área separada da casa, com muita luz natural - eu tenho um escritório pequeno em casa. Se não for possível, e você estiver trabalhando em um quarto ou na mesa da cozinha, tente diferenciar entre “tempo de trabalho” e “tempo sem trabalho”, moldando um pouco as atividades para quando estiver trabalhando. Isso pode significar simplesmente recolher o laptop e todos os documentos de trabalho quando você terminar.

Se você tiver um escritório em casa, torne-o um ambiente agradável. Eu decorei o meu com fotos,  certificados e outras bugigangas. Isso significa que gosto de ficar lá.

Defina limites para outras pessoas em casa

Quando os amigos descobriram que eu estava trabalhando em casa, muitos pensaram que isso significava que eu poderia conversar ou me encontrar com eles sempre que quisesse. Minha família também achou que, se precisasse de algo em casa, como a manutenção da caldeira, eu poderia simplesmente “fazer uma pausa” e cuidar do assunto.

Embora o trabalho em casa possa dar mais flexibilidade às pessoas, dependendo das horas de trabalho e do tipo de trabalho, não é necessariamente o caso para todos. Tenho minhas horas de trabalho definidas e nos intervalos eu espero não ser perturbada mais do que eu seria se estivesse no escritório.

Seja claro sobre os limites para poder continuar seu trabalho quando precisar.

Continue se mexendo

Pode ser muito fácil ficar preso ao trabalho quando estiver em casa. Não há a oportunidade de se levantar e conversar com um colega, ir a um departamento diferente para obter algumas informações ou até ir à máquina de venda automática para comprar um lanche. A menos que conscientemente me esforce para me afastar do trabalho, posso facilmente perder a noção do tempo.

Sempre que possível, tente se movimentar se puder. Se estiver trabalhando no computador e precisar fazer uma ligação, eu me levanto e ando enquanto estiver na ligação. Se o clima for bom, vou dar um passeio de cinco minutos pelo jardim. Qualquer coisa que faça o sangue circular e impeça minhas pernas de dormirem!

Mantenha-se hidratado e coma bem

É tentador ir até a geladeira ou despensa com muito mais frequência quando estamos em casa. No entanto, assim como é importante ter uma rotina na agenda de trabalho, também é importante ter uma rotina quando se trata de comer e beber. Eu defini horários para comer – e isso inclui refeições e lanches. Não deixo lanches não saudáveis por perto. Se não estiverem lá, não há tentação de comer!

Uma vantagem de trabalhar em casa é que não fico tão preocupada com os desconfortos da bexiga que sinto como um sintoma da esclerose múltipla. Na verdade, bebo muito mais agora do que antes no escritório porque não tenho que me preocupar se posso ir ao banheiro ou não.

Evite se sentir isolado

Quando eu estava trabalhando no escritório, os intervalos para café eram mais do que apenas pegar algo para beber. Eram momentos para conversar com colegas e ter alguma interação social. Isso desaparece quando você está trabalhando em casa e é muito fácil se isolar, principalmente se o trabalho for bastante solitário. Posso passar o dia inteiro sem falar fisicamente com ninguém no trabalho. Simplesmente não faz parte do meu trabalho.

Para ajudar a superar a falta de interação social, o ajuste de intervalos virtuais para o café pode ser uma boa maneira de manter a conexão com os colegas. Também me organizo para participar de todas as reuniões (embora virtualmente), até mesmo das opcionais. Isso significa que as pessoas se lembram de que faço parte da empresa. Também me esforço para praticar hobbies que me tiram de casa e envolvem socialização.

Quando terminar, terminou

É importante poder se desligar quando estiver trabalhando em casa, caso contrário, poderá sentir que está constantemente de plantão. Quando terminar o dia, desligue o computador, guarde todos os itens relacionados ao trabalho e encerre o expediente. Alguns acham que enviar um e-mail aos colegas para dizer que você encerrou o expediente pode ser útil.

Desative as notificações de e-mails profissionais e, se tiver um celular de trabalho, mude para o modo silencioso ou desligue-o, se puder. Se não conseguir e algo acontecer, pergunte a si mesmo: isso realmente precisa da minha atenção agora ou pode esperar até amanhã?

Ter tempo para recuperar as energias adequadamente é muito importante, caso contrário, você pode ficar trabalhando sem parar.

Em outras palavras, faça o que funciona para você

Há muita orientação sobre o que fazer e não fazer quando se trabalha em casa. No entanto, não existe uma solução única para todos. Muitas pessoas dizem para evitar trabalhar de pijama, por exemplo. No entanto, sou mais produtiva na parte da manhã. Pois é, eu levanto cedo e reconheço que começo a trabalhar de pijama mesmo. Então, tomo banho e me troco no final da manhã porque sei que vou precisar de uma pausa e algo para me “acordar” quando a fadiga começar. Sei, no entanto, que algumas pessoas não sentem que estão no estado de espírito certo para trabalhar, a menos que tomem banho, estejam adequadamente vestidas e com o café da manhã no estômago.

Pode ser um processo de tentativas e erros, mas encontrar o que funciona para você é a chave para trabalhar em casa de forma produtiva em longo prazo.

Bladder issues (Problemas na bexiga) - https://www.mstrust.org.uk/a-z/bladder-problems

Reino Unido/MED/20/0128 maio de 2020

  • Direcionador de tráfego 1: Descubra 9 maneiras de aumentar a produtividade ao trabalhar em casa com doenças crônicas.
  • Direcionador de tráfego 2: Leia as principais dicas de Trishna Bharadia para aproveitar ao máximo o trabalho em casa durante o confinamento.

As pessoas que escreveram e criaram o conteúdo, e cujas imagens aparecem neste artigo, foram pagas pela Teva Farmacêutica por suas contribuições. Este conteúdo representa as opiniões do colaborador e não reflete necessariamente as da Teva Farmacêutica. Da mesma forma, a Teva Farmacêutica não analisa, controla, influencia ou endossa qualquer conteúdo relacionado aos sites do colaborador ou redes de mídia social. Este conteúdo é destinado a fins informativos e educacionais e não deve ser considerado aconselhamento ou recomendação médica. Consulte um profissional médico qualificado para ter um diagnóstico e antes de iniciar ou alterar qualquer regime de tratamento.

Este conteúdo foi originalmente publicado pela Teva no site Life Effects, onde artigos e outros conteúdos estão disponíveis para públicos dos EUA e europeu.

Apenas para residentes nos EUA: https://lifeeffects.teva/us/

Apenas para residentes europeus: https://lifeeffects.teva/eu/